segunda-feira, março 01, 2010

Colchas de Penélope

Bem, desde pequenininha eu faço coisas com a mão. Falando de artesanato mesmo, nada de mais. Fazia roupinhas pra bonecas e inventava fantasias com a roupa da vó. Minha mãe tinha uma máquina de costura singer, claro q eu não podia mexer. Não lembro dela fazendo roupas e sim coisas pra casa, almofadas, lençois eu acho. Imagino que de tanto encher o saco ganhei uma máquin de costura de brinquedo. Era linda, do Paraguy, vagabundinha e eu a amava!
Nessa época a sogra do meu pai me ensinou o básico do tricot. Lembro das tardes em Paquetá quebrando a cabeça com as agulhas que ela me deu. Tenho até hoje essas agulhas verdes de metal tamanho 3, que foram minhas primeiras. Não guardei nenhuma peça que tenha feito naquela época. Aliás, não lembro de ter feito nada concreto, só retalhos.
Um pouco depois, quando eu tinha uns 10 anos, a moça que trabalhava lé em casa me ensinou a fazer crochet. Lembro que só queria fazer coisinhas para as Barbies, roupas, lençois, etc. Ficava horas crochetando.
O crochet continuei fazendo depois dessa época. O tricot eu só recuperei há uns dois ou três anos atrás pesquisando em sites e blogs dicas e manuais para tricotar. Não foi tão difícil quanto eu imaginava e eu logo me encantei.
Essas manias/hobbies vão e vem. Dou uma parada, mas aí parece que minha mão começa a coçar e eu preciso ocupá-las pra dar uma paz a mente. Hehehe... Nunca faço projetos grandes, não tenho paciência, por isso faço faixas de cabelo, porta celulares, cachecois, saquinho pora-treco. Comprei mais algumas agulhas de crochet e outras de tricot pelo caminho. Já comprei até uma de madeira como da Doa Benta e uma circular, que ainda não tem projeto destinado.
Eu fiz um pequeno projeto que unia tricot e costura, meu primeiro e único até o momento: porta agulhas de tricot. Eu não tina máquina de costura, por isso levei para uma costureira fazer. Não ficou exatamente como queria, mas ficou muito bonito.
Eu sempre achei que comprar uma máquina de costura não era necessário, "só faço tricot e crochet, se precisar por tecido no meio procuro uma costureir profissional". Porém há um tempo tenho pensado em pojetos que foram descartads porque precisaria de um forro ou um acabamento em máquina. Acontece que  vontade está aumentando e hoje me peguei pesquisando na internet preços, modelos e marcas.  Até achar este maravilhoso blog  Superziper, com dicas ótimas sobre a comrpa de sua primeira máquina. Agora estou com uma fortíssima vontade de comprar uma, mas estou com receio. É um investimento bem maior (uma coisa é gastar R$ 12 numa agulha circular, outra R$ 200, numa máquina). Além disso ocupa espaço, algo escasso no meu quarto.
Oh, dúvida cruel!!!